Unordered List

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

PROFESSORA DO CAMPUS XVI - IRECÊ PUBLICA EM REVISTA DA FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS

O Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias – DCHT – UNEB – Campus XVI – Irecê sente-se honrado em ter seus profissionais e suas respectivas reflexões de pesquisa acadêmica sendo reconhecida pela comunidade acadêmica nacional. Tal realização diz respeito ao trabalho de acadêmico desenvolvido pela nossa professora Cenilza Pereira dos Santos, que se encontra afastada para doutoramento no Programa de Pós - Graduação da PPGE – FACED – UFBA.
A nossa colega em ação obstinada, dedicando-se como sempre em tudo que se propõe a fazer, vem desafiando a lógica até então recorrente: pesquisadores do nordeste têm dificuldade em publicar em revistas científicas do sudeste e centro, é fato! Todavia, a qualidade do pensamento reflexivo e científico de nossa colega, demonstra que tal espaço é ocupável, na medida em que a produção científica é qualificada.

Cenilza teve aceitado e publicado na revista Estudos em Avaliação Educacional, v. 22 n. 49 maio/ago.2011, ISSN 0103-6831, o artigo Aprendizagem e relação professor-aluno na universidade: duas faces da mesma moeda, pp. 353-369.
O veiculo científico tem como coordenadora do Comitê Editorial, a ilustre pesquisadora em educação Bernandete A. Gatti. Isto reforça a importância e a qualidade dos trabalhos científicos produzidos pela professora doutoranda Cenilza Pereira dos Santos.
Neste trabalho, Cenilza apresenta discussão sobre a relação professor-aluno no processo formativo, ocorrido no curso de licenciatura. Os sujeitos de suas investigações foram licenciandos do curso de Pedagogia do campus XVI, da Uneb. Para isso, a pesquisadora utilizou base teórico-metodológica vincula às reflexões de Bardin (2000), Pozo (2001), Moscovici (1999) entre outros.
Diante da provocação, gostaria que os colegas tomassem contato com essa publicação para que possamos dialogar de modo interdisciplinar e, quem sabe, construí em nosso departamento, a cultura das redes de saberes criativos e generosos, indo ao encontro do mundo conectado e interrelacionado por conhecimentos múltiplos.
Na verdade, com essa conquista, a colega está devolvendo a comunidade interna e externa os investimentos que a sociedade faz em nossa formação, a qual nos fará cada dia mais, profissionais reconhecidos no cenário acadêmico, potencializando assim, novos saberes que, por sua vez, refletirão na melhoria da formação de nossos estudantes.
Parabéns a autora.
Aos colegas, ficam as provocações: Pesquisemos e publiquemos nossas produções no meio acadêmico, bem como incentivemos nossos alunos a essa prática. Mostremos nossos potenciais!
Direção do DCHT.

Um comentário:

  1. Pessoal coloquem o link para baixar o texto:

    http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1641/1641.pdf

    obrigado..

    ResponderExcluir